Share

 

A- A A+

Avião movido a energia solar desenvolvido em parceria prova que inovação, tecnologia e ideologia pioneira podem enfrentar desafios globais com eficiência e preservação dos recursos naturais. Como detentora de tecnologia pioneira, a ABB investe nessa ideia

 

 O Solar Impulse fez história ao completar a primeira volta ao mundo utilizando apenas energia solar. O avião pousou no ponto de partida do projeto, em Abu Dhabi, às 4h05 (hora local), depois de voar o último trecho de sua rota, com duração de 48 horas e 37 minutos, saindo da cidade do Cairo.

“Este é um acontecimento verdadeiramente histórico, com enorme significado simbólico”, disse o CEO da ABB, Ulrich Spiesshofer. “Ele demonstra claramente que, com espírito pioneiro e tecnologias limpas podemos dar a volta ao mundo sem consumir os recursos naturais da Terra. Em nome de todos da ABB, parabéns a Bertrand Piccard, André Borschberg e ao resto da equipe do Solar Impulse. Estamos profundamente orgulhosos de ter sido capazes de contribuir para esse notável projeto.”

A ABB fez essa aliança de inovação e tecnologia com o Solar Impulse porque aquilo que o projeto alcançou no ar ela vem fazendo no solo, como pioneira das tecnologias de energia e automação. Na tentativa de realizar esse voo, o Solar Impulse teve de enfrentar muitos dos desafios que a ABB já resolve para seus clientes, como maximizar o rendimento da energia de células solares, integrando energia renovável aos sistemas de distribuição de eletricidade, além de melhorar a eficiência energética.

 “É um início histórico para as energias renováveis e as tecnologias limpas, não só para a aviação”, disse Bertrand Piccard, pioneiro, presidente e piloto do Solar Impulse quando chegou a seu destino. Por meio da combinação de suas forças, o Solar Impulse e a ABB foram capazes de mostrar como o avanço da inovação pode ser transformado em soluções possíveis, e como a energia pode ser produzida de forma mais eficiente, armazenada e utilizada para criar um mundo mais limpo. ”

O cofundador do Solar Impulse, o CEO e piloto André Borschberg confirmou o valor dessa parceria: “A missão não seria possível sem a experiência e o apoio da ABB e das outras organizações que contribuíram para o projeto. Como parte de sua inovação e aliança tecnológica com o Solar Impulse, a ABB forneceu os especialistas para dar apoio à missão, incluindo engenheiros, que serviram como membros incorporados da tripulação de solo, durante todo o voo ao redor do mundo. ”

Em sua jornada, o Solar Impulse fez escalas em quatro continentes (Ásia, América do Norte, Europa e África) e voou através de dois oceanos (Pacífico e Atlântico), assim como o Mar Mediterrâneo e a Península Arábica. Nesse trajeto, ele estabeleceu vários recordes novos para a aviação, incluindo o solo de mais longa duração para um avião (117 horas, 52 minutos), alcançado por André Borschberg, no trecho do Japão para o Havaí, e a primeira travessia do Oceano Atlântico em um avião solar, realizada por Bertrand Piccard.

 

 

NEWSLETTER
Assine e fique por dentro das últimas notícias

Publicidade

Publicidade